Estou abalado por mensagens pelas quais eu deveria tratar com indiferença. Meus fantasmas sempre voltam e, talvez inconscientemente, me destroem. É como se suas próprias existências fossem agressivas, pois me lembram da minha rejeição.

Tudo ao meu redor me lembra algo. As músicas, os filmes, os livros. Tudo parece contar nossa pequena história em partes. Me sinto jogado nu em um campo minado e a cada passo que dou expludo uma porção de mim que estava intacta até então.

Ontem à noite voltando para casa me senti completamente abatido. Eu estou muito triste. Minha tristeza é a desproporção daquilo que preciso e do que posso ter. Me sinto derrotado, pois consegui ver o quanto jovem, bonito e inteligente eu sou, mas que mesmo assim eu não me basto.

Minha vergonha impede que a minha vontade se transforme em palavras, ela me deixa sem fala, e com isso preciso ir ao encontro de outras formas para me expressar. Escrever nunca foi tão necessário quanto agora. É o analgésico para essa dor que é amar. Nunca imaginei que amar doesse tanto. Queria me amar da mesma forma que eu o amo.

Já não aguento viver a mesma história em looping. Parece que todos seguiram e eu continuei estacionado na melancolia. Queria tanto ser diferente. Meu sentimentalismo é como uma autoflagelação psíquica sem hora para acabar. Às vezes penso em cometer loucuras. De verdade, acho que estou perto do meu esgotamento.

Só quero morrer na vida dele, e que ele morra na minha.

Curta a página do ‘Acerbo aos Domingos’ no Facebook.

Anúncios
Posted by:HERNANDES

Eu sou um protesto contra a insensibilidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s