“A melhor coisa da vida é não nascer; a segunda melhor é morrer logo.” Essa frase dolorida dita pelo filósofo alemão Arthur Schopenhauer nos leva ao questionamento de como alguém pode detestar tanto viver e não se intimidar em nada com a morte. É um sentimento de que a vida já não vale a pena e que morrer seria um alívio.

Schopenhauer é mais inquietante quando comparamos sua filosofia com a hipervalorização da vida que a sociedade prega. Há multidões que se intitulam “pró-vida” que teimam em não aceitar a legalização do aborto, há quem seja contra a eutanásia, enfim, há muita gente querendo que a vida se estenda mais, e não só dos humanos, o vegetarianismo e o veganismo só crescem com a conscientização pela “vida dos animais”.

Mas viver é algo realmente valioso passível de ser protegido de forma tão estridente? O que há de bom na vida? O que te faz continuar a viver? Muitas coisas.

Para chegar à resposta se a vida vale a pena ou não, façamos um cálculo simples. Se pegarmos o número de momentos bons e subtrairmos pelo número de momentos ruins o resultado é positivo? Provavelmente não.

Isso porque também segundo Schopenhauer, viver é sofrer. Os momentos de alegria existem simplesmente por causa da ausência de dor. Se a balança pesa tanto para o lado ruim, a morte deveria ser encarada de forma mais positiva, o fim do sofrimento.

Chega a ser absurdo pensar que algumas pessoas acreditam em reencarnação ou até mesmo em vida eterna. É mais uma prova do medo de simplesmente não existir que elas têm.

Espero ter uma morte linda que seja o fim da minha dor de existir. Pensar que um dia eu serei um nada me traz muito alívio. Tudo tem um fim, e para a vida não é diferente.

Curta a página do ‘Acerbo aos Domingos’ no Facebook.

Anúncios
Posted by:Hernandes Matias Junior

Eu acordo cedo nos feriados. O vício da rotina não me permite acordar depois das nove, ao mesmo tempo que a TV me bombardeia sem tréguas com a programação da manhã e me causa sonolência, mas não tédio. Tédio é sentimento de pessoas que não têm inspiração, e isso é o que não me falta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s