Declarada a morte da paixão, concordei com Aristóteles quando disse que a filosofia nascia do espanto. Nunca tinha gostado tanto de uma pessoa e me surpreendi muito com esse afeto. Minha tragédia grega me levou ao fundo do poço e o conhecimento tratou de me trazer de volta à superfície.

O sofrimento não merecido fez com que meus dias se tornassem insuportáveis. Tamanha decadência agrega importância à minha recuperação. Alçado numa ancestralidade que eu não tinha antes da tragédia, encaro o devir como afirmação à vida.

Me sinto curado, conheço o sabor adocicado da transformação. Ainda é junho, mas estou convicto de que esse ano veio para revolucionar. Sou jovem, culto e privilegiado a permanecer em um corpo belo até o fim da vida. Hoje consigo dançar a música que expressa a mais explícita alegria.

Curta a página do ‘Acerbo aos Domingos’ no Facebook.

Anúncios
Posted by:HERNANDES

Eu sou um protesto contra a insensibilidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s