Serena Williams conquistou ontem, dia 09/07/2016, seu 22º título de Grand Slam simples, igualando a marca da alemã Steffi Graf. Se somarmos mais 13 títulos de Grand Slam de duplas que Serena conquistou com sua irmã Venus ela se torna a maior tenista de todos os tempos.

Mesmo sendo campeã de tudo que participou, Serena ainda faturava menos que Maria Sharapova, antes dessa ser suspensa por doping. Sharapova possui 5 títulos de Grand Slam, bem menos que Serena, mas por causa da sua aparência, vendia mais. Serena não faz parte da imagem de mulher branca, magra e “fina” que pratica um esporte tão elitista que é o tênis.

As irmãs Williams cresceram em Compton, um bairro pobre e violento nos arredores de Los Angeles. Treinadas pelo pai em quadras públicas, chamaram atenção e foram convidadas a treinar numa academia famosa. Com muita força e perseverança, as irmãs utilizaram o tênis como ponte para sair do gueto e ir para o topo do esporte mundial.

Na Internet, onde bárbaros utilizam do anonimato para expor seus preconceitos, não é difícil ver comentários feitos para atacar Serena. “Parece um travecão”, “isso é homem ou mulher?”, “macaca”, “feia”. Ela também é chamada de arrogante por cometer o crime de ser autoconfiante. Para a sociedade,  o negro sempre deve se sentir inferior.

Mas Serena faz jus ao seu nome: inabalável, se conhece e sabe que nasceu para ser campeã. Não se preocupa em ser amada por pessoas preconceituosas, pois sua resposta ela dá na quadra, com a raquete e colecionando títulos.

A imagem de Serena erguendo seu 22º troféu de Grand Slam simples ilustra a vitória não só de uma pessoa, mas de milhões que a veem como exemplo de superação e esperança que a exceção de uma negra campeã no tênis possa se tornar mais frequente.

Que Serena Williams tenha força para se superar e tornar o tênis cada vez mais escuro.

Curta a página do ‘Acerbo aos Domingos’ no Facebook.

Anúncios
Posted by:HERNANDES

Eu sou um protesto contra a insensibilidade.

5 replies on “A mulher negra que ousou se tornar uma lenda de um esporte elitista

  1. Parafraseando minha diva-mor Viola Davis, a única coisa que separa o negro de um branco, é a OPORTUNIDADE!
    Os brancos tem o gene do racismo em seu Dna, não suportam um negro vitorioso, em qualquer categoria que existe elitismo(grupo social formados somente por brancos e ricos) se um negro,seja lá por qual meio for; conseguir acesso a esse grupo, de uma coisa pode ter certeza, se derem a ele a mesma condição o e mesmo suporte dado a tds os brancos nesse grupo, de um coisa podem ter certeza, o negro será o melhor!Entendedores entenderao! Haja vista Serena Wilhians, Tyga Woods, Lewis Hamilton e outros!

    Curtir

  2. Parafraseando minha diva-mor Viola David, a única coisa que separa o negro de um branco, é a OPORTUNIDADE!
    Os brancos tem o gene do racismo em seu Dna, não suportam um negro vitorioso, em qualquer categoria que existe elitismo(grupo social formados somente por brancos e ricos) se um negro,seja lá por qual meio for; conseguir acesso a esse grupo, de uma coisa pode ter certeza, se derem a ele a mesma condição o e mesmo suporte dado a tds os brancos nesse grupo, de um coisa podem ter certeza, o negro será o melhor!Entendedores entenderao! Haja vista Serena Wilhians, Tyga Woods, Lewis Hamilton e outros!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s