A pornografia é uma indústria liderada pelos homens. Os filmes são feito por homens e para homens. Muitas mulheres quando visitam sites pornográficos se deparam com materiais que para elas, são nojentos. Acontece que o sexo ali está todo pela ótica masculina, onde a mulher é um objeto.

O movimento feminista chegou à indústria da pornografia e defende que a mulher tem direito ao prazer. Erika Lust é uma diretora sueca e é o nome mais conhecido do “Feminist Porn”. Em seu trabalho, Lust foca em um enredo bem construindo, fugindo daquele clássico chegou-fudeu; os diálogos são naturais, não há apenas gemidos durante a transa; os atores e atrizes são normais; a fotografia é exemplar e existe até uma trilha sonora que se encaixa perfeitamente com a cena.

Curta a página do ‘Acerbo aos Domingos’ no Facebook.

Anúncios
Posted by:HERNANDES

Eu sou um protesto contra a insensibilidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s