Na cidade mais europeia da América Latina, a 200 metros de um centro comercial luxuoso, entre uma avenida e uma via férrea, a Villa 31 está ali para fazer lembrar a outra realidade de Buenos Aires. Um local que resistiu ao tempo e que não para de crescer. Lá é proibido entrar com materiais de construção, mas ninguém sabe como, mas casas vão crescendo e ocupando qualquer espaço que se mostrar disponível.

É um lugar perfeito para exclusão. É na Villa 31 onde moram os pobres que trabalham nas casas dos ricos, em bairros nobres. A população da 31 também só faz crescer, atraída pelo aluguel barato e por não precisar pagar por água, energia, impostos, nem nada. Tudo foge da legalidade.

Como não foi possível acabar com a Villa 31, a prefeitura de Buenos Aires tenta agora escondê-la com tapumes e plantas. Mas é impossível, a favela enorme não se intimida com obstáculos e insiste em se fazer notar.

Curta a página do ‘Acerbo aos Domingos’ no Facebook.

Anúncios
Posted by:Hernandes Matias Junior

Eu acordo cedo nos feriados. O vício da rotina não me permite acordar depois das nove, ao mesmo tempo que a TV me bombardeia sem tréguas com a programação da manhã e me causa sonolência, mas não tédio. Tédio é sentimento de pessoas que não têm inspiração, e isso é o que não me falta.

4 replies on “Buenos Aires, a pobreza não cabe embaixo do tapete

  1. Trabalho ao lado de uma favela. Os caras são porcos prá caramba. Perdi as contas de quantas vezes eu vi esses favelados jogando seus sacos de lixo pela janela no meio da rua.

    Curtir

  2. Demorou pros esquerdinhas difamarem a Argentina de Macri. Quando era a perua doida socialista, tava tudo ÓTEMO. Agora começam a aparecer as “sujeiras” dos hermanos… tipo, não te dá nem um pouco de vergonha?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s