Segundo dados do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), 70% dos casos de estupro no Brasil acontece dentro de casa por alguém próximo ou da família. Das vítimas de estupro, 88,5% são mulheres. A pesquisa ainda mostra que a maioria dos crimes não são noticiados à polícia e que grande parte das vítimas não se dão conta que sofreram estupro.

Não impressiona o fato de que as mulheres são as principais vítimas de estupro. Não importa a cor, etnia, religião ou profissão. Basta ser mulher para estar completamente vulnerável em uma sociedade que tem o sexo feminino como propriedade. No caso de lésbicas e bissexuais, o estupro é “corretivo” na visão dos agressores. A cultura do estupro fica evidente quando vemos que a maioria da população acha que a culpa dessa violência é das mulheres. Segundo os entrevistados, mulheres provocam o estupro porque não sabem se comportar, se vestir, que tem mulher para casar e mulher para ‘ir pra cama’.

Quando se pensa em estupro a imagem que vem a cabeça é de uma mulher sendo violentada numa rua escura, debaixo de um viaduto, em um beco. Mas a realidade é que este tipo de violência está tão normalizada que às vezes somos vítimas e sequer percebemos. Muitos homens dizem embebedar as mulheres para assim poder “come-las”. Muitas vezes a mulher é estuprada pelo próprio marido, e acaba achando aquela situação normal porque o homem tem a necessidade do sexo. Sexo sem consentimento é estupro.

No Saia Justa do GNT do dia 22/07 deste ano, Mônica Martelli disse que só descobriu que foi vítima de estupro aos 14 anos uma semana antes de gravar o episódio que trata do assunto. “Só descobri que era estupro semana passada. Participei de um luau e ele me levou para um canto, quando começou uma guerra física muito séria. Fiquei impressionada na época, mas achei que era o papel do homem tentar. Nunca me dei conta do que foi aquilo ali.”

Não é preciso haver penetração para configurar estupro. Muitas mulheres relatam que ao irem a delegacia denunciar, a polícia pergunta se houve penetração, e quando elas falam que não houve, as autoridades dizem que não foi nada. Outras vezes, a polícia pede para ver “a marca” da violência, sendo que este tipo de crime deixa marcas muito mais internas que externas.

O machismo é o berço do estupro, onde mulheres são tidas como objeto. Desde cedo os meninos são criados para serem pegadores. O Estado não promove a educação sexual adequada nas escolas. Homens veem o transporte público lotado como um bom lugar para “xavecar”. As grandes marcas colocam a mulher como consumível, como nas propagandas de cerveja. Enfim, a lista de fatores é longa, mas se você foi vítima, denuncie.

Curta a página do ‘Acerbo aos Domingos’ no Facebook.

Anúncios
Posted by:HERNANDES

Meu corpo conta uma história da qual ninguém conhece.

12 respostas para ‘Você foi vítima de estupro

  1. Não curto as opiniões do bloguista, de maneira geral. Contudo, neste particular, o estupro, devemos enxergar duas vertentes: a 1a.) da mulher que se “expõe” ao máximo – quero crer, não haver necessidade de detalhar tal “exposição” – neste caso, o homem, como “caçador nato” pode se sentir impelido a estuprá-la; 2a.) da mulher, considerada “normal”, qual seja: veste-se naturalmente, age naturalmente, insinua-se naturalmente – porém sofre um estupro. No 1o .caso, é claro, “dois erros, não fazem uma acerto” – o homem estuprador deverá ser condenado, porém com atenuantes e quiça a mulher também deveria sofrer uma penalidade, por incitamento; no 2o. caso, é evidente, que o homem deverá ser, totalmente, penalizado.

    Curtido por 1 pessoa

      1. Cara, pelas tuas “contestações” você deve ter sérios problemas emocionais, pois de 5 comentários, você “negativou 4 !!!!! O último sequer comentou !!!
        Aí vem a sua pérola: sic…o blog é minha opinião. Então, cara, aquela “é a minha opinião”. Se ela é merda, conforme sua mente tacanha, por ser minha opinião, sua opinião no blog é merda e meia, segundo meu pensamento.
        Desisti cara, essa não é sua praia !!!!!!

        Curtir

  2. Ainda esse mesmo papinho? “Cultura do estupro”? Acha mesmo que o estupro no Brasil é algo aceito de boa pela sociedade? Só porque morrem 60 mil brasileiros por ano você acha que o homicídio é aceito de boa também? Você não tem dados, só opinião furada e doutrinada por essa cartilha bocó.

    Curtir

  3. cara, vc dá muitos dados como sendo fatos sendo que não há comprovação. texto falacioso. 2 exemplos:
    quando diz que “a maioria da população” acha que a culpa é da mulher você não tem fontes pra fazer tal afirmação.
    “o machismo é o berço do estupro” também é uma afirmação sem respaldo científico, deixando claro que o texto é mais sua visão de mundo do que algo confiável.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Henrique, como eu disse, a maioria das pessoas, infelizmente, acha que é a mulher que é culpada pelo estupro, porque ela estava usando roupas curtas, não estava se comportando direito, estava bêbada. Lógico que o machismo é o berço do estupro, porque é nele onde as mulheres são inferiorizadas e tidas como objeto, portanto pode-se fazer o que bem entender com elas. E lógico que o texto é minha opinião. Todo o blog é minha opinião.

      Curtir

  4. prostituição é crime… abominável, porco e ridículo. Porém vale ressaltar que hoje em dia o que vejo ao menos, são putas reclamando de terem sido comidas e depois se arrependem. Ao meu ver não existe “estupro” em “motel”… Quanto a beber… e se os dois estiverem bêbados? Quem é o estuprador? …esse assunto é serio demais pra ser tratado de forma leviana como é…
    ESTUPRADOR é foi e sempre será um porco!!! um câncer a ser combatido!!!
    Porém direitos iguai quando o caso for o contrario!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s