Está comprovado: acabou a seriedade no planeta. Ninguém sabe como ou onde começou toda essa desgraça, mas a geração Rafinha Bastos está dominando o universo com seu humortadela. Confundiram ser engraçado com querer ser engraçado, agora tudo na vida tem que ser engraçadinho. Todas as falas do personagem do filme tem que haver um pouco de humor. Propagandas da televisão tem por obrigação fazer rir. Até um noticiário tem que ter algum comentário hilário.

Não sei o que mais surgiu nos últimos anos, se são blogs de moda ou comediantes, mas com certeza ambos contribuem pro país não ir pra frente. Todo mundo quer ser engraçado. Você entra no Facebook e se depara com vários posts ala Humor no Face. Você entra no Twitter e se depara com gente contando a mesma piada. Daí você sai com a pessoa e não sabe se está conversando com ela mesma ou com o Marcelo Adnet. Galera, não é proibido ser sério.

Esse humor invadiu até lugares que deveriam ser da mais pura seriedade. Numa palestra sobre câncer de próstata o que não falta são piadas de duplo sentido. Numa aula de cálculo o professor aplica repetidas vezes a tal piadinha “como dizia Jack Estripador, vamos por partes”, e emenda coisas sem graça do tipo “e o resultado, galera, é aquilo que vocês tão precisando: 1/3. rezar o terço é sempre bom, Deus em primeiro lugar”.

Não estou falando que é proibido ser engraçado, muito pelo contrário, até faço parte. É que as vezes é bom conversar sério, e as vezes é bom tomar simancol antes de sair de casa ou fazer um login. Piadas sobre o nordeste? E daí? É engraçado. E dá RT. Vamo compartilhar a foto da mina que tem bigode, quem se importa? Vamo fazer um vídeo sobre a umbanda, só pela zoera.

Fica aqui o meu apelo. Se você não é engraçado, não tente ser, seja sério. Sério. E se tentar ser, não use do tal “humor negro” porque é uma bosta. É, é sim. Não seja mais um Fábio Porchat no mundo, você pode mais que isso(ele pelo menos ganha dinheiro).

Anúncios
Posted by:Hernandes Matias Junior

Eu acordo cedo nos feriados. O vício da rotina não me permite acordar depois das nove, ao mesmo tempo que a TV me bombardeia sem tréguas com a programação da manhã e me causa sonolência, mas não tédio. Tédio é sentimento de pessoas que não têm inspiração, e isso é o que não me falta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s