Sabe quando seu primo passa em medicina, sua outra prima está feliz grávida do segundo neném e seu amigo começa a namorar uma pessoa super bacana? Pois é, notícia ruim quando aparece vem tudo de uma vez. Mas aí fica a questão: por que é tão difícil ficar feliz pelo outro?

Existe uma famosa frase clichê que diz que “amigo não é aquele que está presente nas horas boas, e sim nas ruins”. Eu discordo. O que tem de gente vaidosa em parecer solidária é uma coisa séria. Aquilo de “pode contar comigo para o que precisar” virou uma frase obrigatória quando algum conhecido se encontra na pior.

Amigo é aquele das horas boas, que fica feliz por você. Quando você consegue um trabalho bom, quando você se encontra grávida, quando você passa em um concurso, por exemplo. São raras as pessoas que vem até você e diz “nossa, que bom que você conseguiu! torci muito por você!”. São raríssimas.

A expressão “inveja branca” ou até mesmo “inveja albina” é algo contraditório. Inveja é inveja, é um sentimento de uma pessoa doente intelectualmente. Se confunde muito inveja com inspiração. Eu ver uma foto linda e pensar “nossa, que foto linda, quero tirar uma igual!”, ou quando vou à uma festa e gosto muito da decoração e penso “nossa, vou fazer igual na minha!”, não é inveja. Inveja é quando você deseja o mal ao outro, quando você deseja que aquilo que ele tanto almeja não dê em nada, ou que dê errado.

O sentimento inveja vem da comparação. Nós crescemos sendo comparados e comparando-nos às outras pessoas, sempre com o objetivo de sermos melhores que elas. E ainda bem que nos comparamos apenas à outros seres humanos. Se nos comparássemos às árvores e aos animais, seríamos muito mais invejosos.

A inveja independe de situação financeira ou formação acadêmica. Existem pessoas que estão “acima” de outras e não querem que estas que estão embaixo subam.

Anúncios
Posted by:HERNANDES

Eu sou um protesto contra a insensibilidade.

One thought on “A inveja albina

  1. Muito bom o questionamento. Realmente inveja é algo forte, porque isso abala muito a autoestima de alguém. A pessoa não consegue compreender o porquê ela não consegue que o outro consegue, às vezes, nem é por incompetência da pessoa, apenas por que estão em fases de desenvolvimento diferente.
    Eu não sou uma pessoa invejosa, esse é o tipo de sentimento que não predomina em mim (para mim, está mais a autoculpa), mas já senti, e, como me autoculpo demais, acabei me culpando por sentir isso kkkkkkk
    O processo vicioso xD

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s