Dentro dessa discussão sobre a redução da maioridade penal o assunto mais martelado é a tal da impunidade. Desde que éramos crianças ouvíamos isso, e até hoje é a mesma coisa. Mas será que nada mudou? O Brasil é mesmo o país da impunidade?

Segundo o Google, a impunidade “consiste no não-cumprimento de uma pena por alguém formalmente condenado em virtude de um delito”. Ou seja, como se fala tanto na impunidade em nosso país, têm-se a ideia de que o Brasil é uma terra de ninguém onde a lei não funciona.

Em julho do ano passado o Brasil ultrapassou a Rússia e passou a ter a 3º maior população carcerária do mundo, atrás somente dos Estados Unidos e da China. Não só isso. Grande parte dos detentos brasileiros estão presos sem nem terem sido julgados ainda. Com isso, essa ideia de impunidade não se aplica, mas de onde ela vem?

A mídia transmite muitos casos que chocam ou causam revolta na população. Ela explora o máximo para garantir sua audiência, porém todo o processo de julgamento leva um tempo e a mídia não consegue acompanhar. Não acompanhando, a população fica sem saber no que deu tal assassinato, tal roubo, etc, e nisso cria-se o sentimento de impunidade.

Existe outra questão que coloca em confronto ricos e pobres, aquela ideia de que quem tem uma situação financeira melhor, consegue sair de qualquer cilada. Neste ponto, o problema não é a impunidade, e sim a desigualdade social. A pessoa que é rica tem condição de contratar um ótimo advogado, enquanto a pessoa que é pobre não detêm de tal poder.

A ideia de impunidade no Brasil é tão viciada que em todos os protestos sempre há algo relacionado à ela, mas nada específico. Absolutamente nada, apenas cartazes “contra a impunidade”.

Toda essa investigação que está acontecendo na Petrobras é algo inédito, pessoas ricas estão sendo presas e com penas altíssimas, mas isso ninguém consegue ver, e na próxima manifestação estará segurando cartazes com os mesmos dizeres.

Anúncios
Posted by:Hernandes Matias Junior

Eu acordo cedo nos feriados. O vício da rotina não me permite acordar depois das nove, ao mesmo tempo que a TV me bombardeia sem tréguas com a programação da manhã e me causa sonolência, mas não tédio. Tédio é sentimento de pessoas que não têm inspiração, e isso é o que não me falta.

5 replies on “A impunidade viciada

  1. Não dá pra ler isso e ficar quieto. Sr, conheço meandros da justiça brasileira e garanto a você que não são bons advogados que garantem impunidade aos mais ricos. Diante de um crime efetivo e provado, nenhum advogado conseguiria uma absolvição, por melhor que fosse. O que acontece é que o tratamento dado aos mais ricos é diferente. Punem-se os mais pobres com mais rigor e pronto. Basta ver como são julgados instantaneamente os HC das figuras conhecidas, famosas, “celebridades” e como são tratados os pedidos para os mais humildes, que levam às vezes trinta dias para a primeira decisão.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s