Chega a ser estranho falar que alguns, ou muitos, gays são preconceituosos. Sim, os gays, acostumados a serem vítimas de preconceito, podem reproduzir tais atos com outros. Isso pode ser exemplificado com as declarações de Clodovil, como “Eu optei por me espelhar num Leonardo da Vinci, e não num travesti de rua, que se veste de mulher e se prostitui” e “Com certeza, vocês me convenceram a não participar dessa parada gay, pois eu sou a favor da família”. Também podemos lembrar do ator da série LOOKING Russell Tovey que disse agradecer por não ser afeminado, e mais recente o ex-casal Stefano Gabbana e Domenico Dolce, que disseram ser “a favor da família tradicional” e chamaram as crianças de casais homossexuais de sintéticas.

É muito mais fácil ser gay se você for branco e rico. Se você é negro e vive de salário mínimo, com certeza sofrerá mais preconceito. “Bicha pobre” é algo comum que você ouvirá tanto dos héteros quanto dos gays riquinhos, ou aqueles que não são mas pagam de burguês. Também existe o ódio aos travestis, o que é muito comum.

Ouvi uma colega falando que respeita e que o exemplo de gay pra ela é fulano, e que fulano também concorda, falando que aqueles que são mais afeminados “mancham” a imagem dos gays em geral. Sim, existem pessoas que acham que outras podem manchar sua imagem e trata os “gays” como algo homogêneo, e que só aqueles mais masculinizados são os bons.

Todos têm o direito de ser afeminados quando quiser, usar a roupa que quiser, transar com quem quiser. E se você acha que essa pessoa está te prejudicando de alguma forma, quem tem algo errado é você.

O preconceito é característica marcante do ser humano. Quando se trata de alguém que está inserido num grupo que sofre preconceito, teoricamente esse alguém deveria ser mais tolerante as diferenças. O gay masculino que não aceita a “bicha afeminada”, que não aceita a “bicha gorda”, que não aceita a “bicha preta”, que não aceita a “bicha velha”, que não aceita a “bicha pão com ovo”, etc.

É preciso ser muito evoluído para aceitar tipos diferentes de características. A partir do momento que você não acha que todos ao seu redor devem ser iguais a você, é libertador. O grande problema do mundo é se preocupar com a vida dos outros.

Anúncios
Posted by:HERNANDES

Eu sou um protesto contra a insensibilidade.

10 replies on “Gays contra gays

  1. Não sou nem um pouco obrigado a beijar e transar com bicha preta, pobre, gorda. Não mesmo. Sou jovem, bonito e posso ter esses gostosos de academia que TODOS OS GAYS sonham em levar para a cama, o macho pegador, predador, fodedor. Ninguém quer afeminado, tanto que só pega afeminados quem também é afeminado, porque gay macho mesmo não quer essas porras. “Todos têm o direito de ser afeminados quando quiser, usar a roupa que quiser, transar com quem quiser”, você diz. Pois bem, igualmente, eu tenho o direito de ser macho, de gostar de me vestir igual macho e de só transar com homem macho. “Bicha velha” é outra coisa triste, é o gay que desperdiçou a juventude reprimido e, agora, já passado do ponto, quer pegar garotão e se comportar como um. Mas eu adoro gay maduro bem-resolvido, ainda que enrustido, desde que não seja homofóbico. Bichas afeminadas odeiam enrustidos e já arruinaram a vida de muito cara bom só porque não suportavam ele viver de boas sem se assumir. Não gosto de vocês, afeminados, em especial os dentre vocês que são pretos e pobres, porque costumam ser os mais devassos, escandalosos e falsos – falam de preconceito, mas são vocês mesmos que reforçam o preconceito, a partir do momento em que uma esmagadora maioria dos afeminados negros e pobres tem o mesmo comportamento barraqueiro invejoso ridículo. Sou HOMEM e gosto de HOMEM, se quisesse uma mulher eu ia atrás de uma.

    Você especificamente não parece ser um tipo ruim de gay, eu arriscaria mesmo a dizer que você talvez, TALVEZ, seja um afeminado decente – existem, felizmente – mas estou em dúvidas depois que você disse que Clodovil era um desserviço à sociedade…lamentável!

    Curtir

  2. Devo acrescentar que muitos gays têm nojo de lésbicas.. A primeira vez que vi isso, achei cômico e contraditório demais. Quando disse ao meu irmão (que é gay, por sinal) que queria ficar com uma garota para experimentar como é, ele me olhou com cara de nojo. Na hora, achei contraditório, como pode ele saber o que é preconceito por homossexualismo ter essa mente?
    Enfim, gostei muito do texto, posso também não curti umas atitudes estereotipadas de gays, os quais, às vezes, fazem de sacanagem para difamar mesmo o movimento gay (vai saber lá o porquê.. Ódio de si? Não sei, mas isso é outro assunto), mas eu tenho a filosofia de Voltaire comigo: “Posso não concordar com o que você diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo”, e, acrescentando, “de sê-lo”.

    Curtir

  3. Todo mundo sofre e propaga algum tipo de preconceito. Ao mesmo tempo que eu tenho o direito de fazer o que eu quiser, dou aos outros o direito de ACHAREM o que quiserem disso. Muito vitimismo no texto.

    Curtir

    1. Davis, não estou vitimizando ninguém, muito pelo contrário, estou dizendo que todos tem preconceito, até gays para com seus “iguais”. E me desculpe, mas você não tem o direito de achar nada no que não diz respeito a você. se a pessoa é mais efeminada, se ela é mais masculina, com quem ela transa, se ela bebe, essas coisas não são da sua conta. Não faz diferença pra você. O grande problema da sociedade são pessoas se preocupando com a vida alheia.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s