Muitas pessoas pensam que o amor é algo que vem do nada, arrebatador, aquela coisa que você não tem controle sobre. Pode até ser que sim, mas isso só acontece na nossa infância e um pouco na adolescência, depois disso o amor é totalmente racional.

Quando crianças, quase sempre nos apaixonamos pela menina ou pelo menino mais bonita/bonito da sala. Isso é paixão, algo passageiro que na maioria das vezes não dá em nada. Você se atrai por aquela pessoa sem porquês. Depois, amar é total escolha. Você escolhe ter contato com aquela pessoa, você escolhe ficar até tarde trocando mensagens com ela e você escolhe ficar com ela.

Tenho uma amiga que sofre porque já tentou namorar um cara várias vezes, ele sempre termina com ela e depois pede pra voltar – e ela sempre volta. Segundo ela, é amor, e não tem o que fazer. Discordo totalmente, porque se ela quisesse já teria se livrado desse cara que não quer nada com ela, todo mundo vê isso, menos a própria.

As garotas de programa são uma prova viva de que você pode escolher não amar. Com certeza às vezes acontece algum envolvimento emocional com algum cliente, mas elas escolhem não seguir em frente, porque na sua profissão é praticamente impossível estar num relacionamento.

Amar é tão racional que em 1997 o psicólogo Arthur Aron criou uma lista com 36 perguntas para se fazer um ao outro que faria com que qualquer pessoa se apaixonasse por você. Aron fez o experimento em laboratório e fez com que dois indivíduos se apaixonassem, simplesmente com um fazendo as perguntas e depois lançando um olhar fixo por 4 minutos.

A tese é tão real que Mandy Len Catron, cansada de fracassos amorosos, usou-a com um conhecido e deu tão certo que contou tudo ao New York Times na última semana. As perguntas você pode ver aqui.

Há pessoas que não acreditam, outras que ficam com um pé atrás. Eu acredito. Acho que as perguntas podem gerar respostas interessantes e revelar coincidências.

Tudo é racional. Amar é uma escolha, amar alguém que não te ama é uma escolha e esperar a pessoa certa para amar também é outra escolha.

 

Anúncios
Posted by:Hernandes Matias Junior

Eu acordo cedo nos feriados. O vício da rotina não me permite acordar depois das nove, ao mesmo tempo que a TV me bombardeia sem tréguas com a programação da manhã e me causa sonolência, mas não tédio. Tédio é sentimento de pessoas que não têm inspiração, e isso é o que não me falta.

3 replies on “Amar é uma escolha? Sim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s